SALSAPARRILHA

SALSAPARRILHA

SALSAPARRILHA
(Smilax medica, Smilax officinalis, Smilax syphilitica, Smilax peruviana, Monoecia hexandria).
 
 
FAMÍLIA: Liliáceas.
 
OUTROS NOMES: Sarsaparrilha, sarza, zarza, salsaparrilha-das-boticas,salsa-americana.
 
DESCRIÇÃO: Planta sarmentosa. Apresenta um rizoma lenhoso, pouco
volumoso, cheio de nós e entrenós, e cheio de raízes flexíveis. Haste glabra, ligeiramente angulosa e estriada, apresentando, nas articulações, espinhos recurvados, de base larga. Folhas pecioladas, alternas, acuminadas, lisas, cordiformes na base, algumas oval-alongadas, outras têm os contornos cordiformes tão salientes que parecem trilobadas. Os pecíolos são dotados de duas gavinhas filiformes, espiraladas. Inflorescência em umbelas simples, axilares, de 8 a 12 flores. Frutos em forma de bagas, contendo, cada uma, uma a três sementes.
         No Brasil há muitas espécies de salsaparrilhas conhecidas pelo nome de japecanga. São a Smilax japecanga, e Smilax syringoides, e Smilax brasiliensis. Todas têm quase as mesmas aplicações na medicina popular. As melhores são as de sabor mais forte e nauseante.
 
USO MEDICINAL: É uma planta depurativa, diurética, sudorífica.
Aplica-se nas enfermidades venéreas, exantemas, gota, reumatismo, sífilis.
Ver dissertação sobre japecanga.
 
PARTE USADA: Raiz, por decocção.

Programa Saúde Total

Levando informações aos ouvintes sobre saúde e qualidade de vida, valorizando os benefícios da natureza: ar puro, atividade física, água, luz solar, alimentação, repouso, abstinência e muito mais.